A Cidade de Queluz
Copyright ©2011 - Pousada e Restaurante Águas da Marambaia - Desenvolvido por hljunior Web Designer
Site melhor visualizado em resolução 1024x768.
A cidade de Queluz está localizada praticamente na divisa de Estado entre SP e RJ, é a última cidade do Estado de SP a 08 km antes da divisa com o Rio de Janeiro. A Principal rodovia de acesso é a Presidente Dutra. 
Ponte sobre o Rio Paraíba do Sul
Construída em 1933, substituindo a velha ponte de madeira demolida durante a Revolução Constitucionalista de 1932.
Pedra da Mina
Pico de maior altitude no Estado de São Paulo e o 4º mais alto do Brasil com 2.797 metros. Situada na vertente da Serra da Mantiqueira, que fica entre os Estados de S.P e M.G  fazendo divisa com os municípios de Queluz e Passa Quatro.
Igreja Matriz
construída entre 1800 e 1830 por índios escravos, conserva sua estrutura em taipa
Antiga Estação Ferroviária
inaugurada em 18 de julho de 1874 com trilhos, hoje funciona no local uma escola de música.
Nome do Santo Padroeiro:
São João Batista

Origem do Nome:
O nome é uma homenagem a Família Imperial Reinante, tendo a localidade o nome do solar onde nasceu D. Pedro I, o Palácio de Queluz, em Portugal.

Localização:
Latitude: 22,53694º Longitude: 44,77389º

Limites:
Norte: Minas Gerais - Passa Quatro Sul: Areias Leste: Rio de Janeiro - Engenheiro Passos Oeste: Lavrinhas

Dimensões:
Área: 249 Km² Área Urbana: 12 Km²

Altitude:
Média: 498m Ponto Culminante: 2797m

Atividades Econômicas:
Indústria: Totalizam um número de 15 nos quais se destacam: Química, agroindústria, laticínio, couro, madeira e mineração de Quartzito.

Dados Sócio-Econômicos:
População: 9112 hab. Área Urbana: 7846 hab.

Feriado Municipal:
Dia: 04 de Março

História
      Em 12 de dezembro de 1801, o então Governador da Capitania de São Paulo, Antônio Manoel de Mello Castro e Mendonça, concedeu terras para constituição de uma aldeia destinada aos índios puris – que ocupavam uma área entre o Vale do Paraíba e os contrafortes da Mantiqueira – a fim de reconhecer e incentivar o trabalho de catequese realizado na região.
       A aldeia se formou ao redor de uma capela construída em louvor a das Chagas Lima e pelo diretor local, Januário Nunes da Silva. Tornou-se freguesia do município de Lorena, em 2 de março de 1803, com a denominação de São João Batista de Queluz.
       Em 28 de novembro de 1816, a freguesia foi transferida para o município de Areias. Em 4 de março de 1842, quando foi elevada à categoria de vila teve seu nome alterado para Queluz.
       Em 10 de março de 1876, recebeu foros de cidade. A cana, o milho, o café e a pecuária foram as principais fontes da economia local.
       O governo provincial construiu na cidade uma ponte sobre o Rio Paraíba, destruída por motivos estratégicos durante a Revolução Constitucionalista.
       A estrada de ferro e a mão-de-obra dos italianos, empregada no comércio e na pecuária industrial, contribuíram para o progresso da cidade.          Não há registros sobre a origem do nome, mas existem hipóteses de que tenha sido uma homenagem do governador ao Imperador Pedro I, nascido no solar de Queluz nos arredores de Lisboa.
       Outra hipótese é de que teria sido uma homenagem ao Marquês de Queluz.
(Fonte: Fundação SEADE - 2006)
Clique para ampliar!
Clique para ampliar!
Clique para ampliar!
    HOME A POUSADA O RESTAURANTE OS CHALÉS AS SUÍTES O RIO A CIDADE COMO CHEGAR VALORES LOCAÇÃO GALERIA CONTATO